Paulo Henrique Joanello, Brasileiro referência no Pôquer mundial

Vencedor da WSOP (Las Vegas), autoridade e jogador experiente no Pôquer.

O jogador profissional de 39 anos, radicado em Curitiba/PR, Paulo Henrique Joanello ou apenas Joanello, é um aficionado do pôquer que recentemente levou para casa o Bracelete de Ouro na WSOP (World Series Of Poker), torneio realizado em Las Vegas, Califórnia; e nada mais e nada menos que US$ 321 mil dólares, cerca de R$ 1,8 milhão de reais.

Paulo Henrique Joanello (Foto: Divulgação)
Paulo Henrique Joanello (Foto: Divulgação)

Por essa vitória específica, transformando-se em Campeão Mundial de Pôquer; consagrou-se como um dos grandes jogadores, desbancando o americano Toby Price; tornou-se destaque nos principais portais de notícias brasileiras como RedeTV; UOL; Banda B; Mundo Pôquer e outros; e evidenciando mais uma vez o Brasil em competições internacionais.

A façanha lograda não foi ocasional, conquistada em uma disputa aleatória; não senhor! Casado com Aline Zorek Buchmann e pai de duas lindas garotinhas; atuando há mais de 15 anos no mercado de jogos e apostas; Joanello transformou a paixão pelo pôquer em um rentável empreendimento, consolidando um império com cinco empresas: TheUnion, clube de pôquer; TheUnionGG, egames (jogos online); BetFast, Apostas Esportivas; DonkeySolver, Escola de Pôquer e a Big Player Brazil, um Reality Show de Pôquer – o primeiro no país (e no mundo) a fundar e realizar um reality voltado ao pôquer.

O pôquer chegou à vida de Paulo como o baralho chega à vida de todo o mundo: ainda criança, brincando em casa. Seus primeiros passos foram dados em 2007, quando morou na Austrália. “Conhecia as regras e uns amigos jogavam. Aí começamos a ir a cassinos, pubs e foi me desenvolvendo. Em 2008, quando voltei ao Brasil, comecei a frequentar clubes e a coisa foi crescendo”, disse.

Paulo Henrique Joanello (Foto: Divulgação)
Paulo Henrique Joanello (Foto: Divulgação)

Como sempre gosta de frisar, define-se como um jogador recreativo; fazendo do hobby – que leva muito a sério – um entretenimento onde encontra prazer e alegria. Além do pôquer, Joanello pratica tiro esportivo e é investidor do ramo imobiliário. Ademais de empresário, trabalhador para lá de experiente; pai de família; atleta e entusiasta do pôquer e torcedor do Atlético Paranaense; Paulo Henrique tem um extenso currículo acadêmico: é formado em Administração; Turismo; Engenharia Mecânica e pós-graduado pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) em Gerenciamento de Projetos. Ou seja: o cara não está para brincadeiras!

Paulo é o terceiro curitibano a conquistar um bracelete do WSOP. Os outros dois foram Alexandre Gomes e Yuri Martins, atualmente considerado o melhor do mundo. “A água aqui no Paraná é diferenciada. O maior formador deve ser São Paulo, mas os melhores são do Paraná”, disse, orgulhoso.

Os comentários estão fechados, mas trackbacks E pingbacks estão abertos.